Cultura, Livros

Na cabeceira

na-cabeceira

Ler é uma das coisas que eu mais gosto de fazer. Estou sempre lendo, e confesso que sou meio maníaca e devoro muitos livros todos os anos. Decidimos criar esse espaço para compartilharmos dicas de leituras (as boas, as divertidas, as leves e até os nosso guilty pleasures).

Abaixo, 3 livros que li recentemente e recomendo.

#Girlboss – Sophia Amoruso

girlboss

Sophia Amoruso é a fundadora, CEO e diretora criativa da Nasty Gal, uma loja virtual de mais de 100 milhões de reais, e nesse livro, com clima de conversa de bar, ela conta como foi sua vida até chegar onde está hoje. De revirar caçambas de lixo e furtar lojas, a começar um brechó no eBay, o embrião da Nasty Gal, Sophia compartilha algumas dicas que aprendeu ao longo do caminho. É uma leitura leve, rápida, divertida e inspiradora. Sophia conta que sucesso é resultado de inspiração e muito trabalho duro e te anima a arregaçar as mangas e trilhar também a sua história de sucesso.

A Sangue Frio – Truman Capote

IMG_7256

O livro lançado por Truman Capote em 1966 foi considerado pioneiro no gênero de Jornalismo Literário, ou Romance de não-ficção, e conta a historia real do assassinato violento da família Clutter no interior do estado de Kansas, nos Estados Unidos. Atraído pela história, Capote chegou à cidade um mês depois que ocorreu o crime e acompanhou de perto o desenrolar da história, entrevistando familiares das vítimas, dos assassinos e outros personagens que tiveram participação na história. Capote ficou muito próximo dos envolvidos (principalmente dos assassinos, com quem conviveu de perto durante muito tempo, sendo, inclusive, essa a trama central do excelente filme Capote, que rendeu Oscar de melhor ator ao Philip Seymour Hoffman), trabalhando 6 anos na escrita.  Nasceu A Sangue Frio, que segura o leitor do início ao fim e é considerada uma das obras primas da literatura americana.

Crônica de uma Morte Anunciada – Gabriel García Márquez

IMG_7265

Esse livro curtinho (só 155 páginas, gente!) do Gabo conta a história de Santiago Nasar e o dia do seu assassinato. O livro conta a história em forma de reconstrução jornalística e o leitor vai descobrindo, página a página, todos os desdobramentos que levaram ao anunciado pelo autor na primeira linha: a morte de Santiago.
“No dia em que o matariam, Santiago Nasar levantou-se as 5 e 30 da manhã.”
Diferente de seu romance mais famoso Cem Anos de Solidão, a leitura é levinha e envolvente. Vale a pena.

sophia
#Girlboss
capote
A Sangue Frio
Gabo
Crônica de uma morte anunciada

Qual livro está na cabeceira de vocês?

Você pode curtir:

Paula Teixeira

Paula é pernambucana de nascimento e alagoana de coração. Formada em engenharia pela Universidade de Pernambuco, sempre foi apaixonada por fotografia e comunicação, até que tanto flerte virou um relacionamento sério. Acredita que podemos usar arte, cultura e moda a favor do nosso estilo, para construir nossa essência.

Comentários no Facebook